La-Niña pode retornar em outubro

No mês de maio de 2021 veio a confirmação do encerramento do período da La Niña por diversos centros de monitoramento do clima. Porém, modelos matemáticos de previsão vinham apontando para que as águas no Oceano Pacífico Equatorial - região onde o índice é calculado - continuariam com uma tendência de resfriamento ao longo dos próximos meses, mas dentro da normalidade climática. Ainda assim, alguns cenários das últimas projeções sobre a condição das temperaturas do oceano, mantém o padrão de neutralidade no período de inverno no Brasil. Esta condição segue até pelo menos até Outubro de 2021, porém com a tendência persistente de águas mais frias na região do Niño. 

 

Vale ressaltar que, La Niña é um fenômeno que produz um resfriamento em grande escala das águas da superfície oceânica nas partes central e oriental do Pacífico equatorial, além de mudanças nos ventos, na pressão e nas chuvas.

Apesar das águas do pacífico estarem em uma condição de neutralidade, a média contínua de 3 meses na região Niño para Abril, Maio e Junho de 2021 (AMJ), ainda representa um período de La Niña. De acordo com a imagem abaixo,  os períodos recentes de águas quentes (Niño), na cor vermelha, e frias (Niña), na cor azul, com base em um limite de 0,5 ºC para cima e para baixo. Os períodos são coloridos em azul ou vermelho somente quando o limite é atingido por um mínimo de 5 temporadas consecutivas. 

Desta forma, seguindo a tendência dos últimos trimestres e ao o que os modelos de projeção climática estão apontando, as condições caminham para a configuração do retorno da La-Niña entre Outubro e Novembro. Mas ainda com temperaturas na região do Niño dentro da neutralidade climática. 

 

O AGROTEMPO reuniu na íntegra as informações dos diferentes centros, veja: 

BOM (Australiano)
O El Niño está atualmente neutro. A maioria dos modelos climáticos internacionais pesquisados pelo Bureau prevê que o Niño esfriará durante os próximos meses, mas variam no grau de resfriamento que eles projetam. Três dos sete modelos pesquisados prevêem que o Niño alcançará ou excederá os limites para configuração de uma La Niña entre Setembro e Dezembro. Os quatro modelos restantes prevêem um padrão ENSO neutro para continuar até o final de 2021. 

IRI (Global)
Em meados de julho, as temperaturas da superfície do mar no centro-leste do Pacífico eram -0,1 graus C diferentes da média. A evolução de algumas variáveis atmosféricas são consistentes com as condições neutras, mas outras sugerem um resfriamento nos próximos meses. A grande maioria das previsões dos modelos prevêem que as temperaturas da superfície do mar permaneçam quase normais durante o inverno, e cerca de metade dos modelos dinâmicos prevêem condições quase normais ao longo de todo o período de previsão. Semelhante à nova perspectiva oficial do CPC / IRI emitida no início deste mês, essa perspectiva objetiva exige que o Niño neutro persista pelo menos até agosto-setembro-outubro, com maior incerteza no final do ano. 

 


NCEP (Norte Americano)
A condição atual do Niño é de neutralidade climática. As temperaturas da superfície do mar equatorial estão próximas da média na maior parte do Oceano Pacífico. O Niño neutro é favorecido durante o inverno e a primavera (51% de chance para a temporada de agosto a outubro), com La Niña potencialmente emergindo durante a temporada de setembro a novembro e durando até o verão de 2021-22 (66% de chance durante Novembro a janeiro). A condição futura é para o monitoramento da La-Niña.

 

Fonte: AGROLINK

Leia Também

Conab projeta safra em 284 milhões de toneladas

Conab projeta safra em 284 milhões de toneladas

Conab projeta safra em 284 milhões de toneladas

Leia Mais
11 Jan
SP: o que muda no agro com redução de ICMS

SP: o que muda no agro com redução de ICMS

SP: o que muda no agro com redução de ICMS

Leia Mais
03 Jan
 PRODUÇÃO MG: estudo inédito mapeia 343 desafios do agro

PRODUÇÃO MG: estudo inédito mapeia 343 desafios do agro

PRODUÇÃO MG: estudo inédito mapeia 343 desafios do agro

Leia Mais
23 Dez
Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites